Cachorra adota filhote de lobo-guará em Nova Odessa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cachorra adota filhote de lobo-guará em Nova Odessa

José Tomazela

15 de julho de 2013 | 18h25

 

Uma cadela vira-lata adotou um filhote de lobo-guará que teve de ser retirado do convívio com a mãe no Zoológico Municipal de Nova Odessa. O lobinho foi separado da mãe depois que a loba devorou outros filhotes da ninhada. A espécie, ameaçada de extinção, é de difícil reprodução em cativeiro.

De acordo com a bióloga do zoo, Daniela Favaro, a mãe come os próprios filhos por instinto, imaginando protegê-los da presença humana. O lobinho foi salvo, mas corria o risco de morrer por não aceitar alimentos. A cadela Lilica, que estava num abrigo de animais da cidade, tinha dado cria e produzia leite em abundância.

Para surpresa dos funcionários, ela “aceitou” amamentar o lobinho e o fez durante 26 dias, até o fim do período de lactação. O leite da cachorra é semelhante ao produzido pela loba e, segundo a bióloga, garantiu a sobrevivência do filhote. Desde a semana passada, o pequeno lobo-guará está aceitando alimentos triturados, mas o animalzinho manteve os laços afetivos com a mãe adotiva.

A cachorra é levada com frequência para o recinto do lobinho e os dois se lambem e trocam carinhos. O convívio inusitado virou atração no zoo. O lobinho ainda está frágil e não está fora de risco. Ele só será levado para o recinto dos lobos-guarás quando tiver condições de se alimentar e se defender sem ajuda.

 

A cadela Lilica amamenta o filhote de lobo-guará (divulgação)