Ataque de onça com filhote mata nove animais em zoológico de Limeira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ataque de onça com filhote mata nove animais em zoológico de Limeira

José Tomazela

07 de junho de 2022 | 17h45

O ataque de uma onça adulta com filhote causou a morte de um veado e de oito emas, na madrugada desta terça-feira, 7, no Zoológico de Limeira. Os animais eram todos adultos, sendo que o veado, uma fêmea, era o único da espécie no zoo municipal. A Polícia Civil foi acionada e fez uma perícia no local. O laudo deve ficar pronto em 20 dias. Segundo a prefeitura, os corpos dos animais foram recolhidos e encaminhados à Faculdade de Medicina Veterinária da Faculdade de Americana (FAM), onde passarão por necropsia.

De acordo com a bióloga encarregada do zoológico, Ana Cláudia de Abreu Sorg, pegadas de onça de diferentes tamanhos foram localizadas nos recintos, sinalizando que uma fêmea adulta estaria ensinando o filhote a caçar. Essa hipótese é reforçada pelo grande número de animais abatidos e pelo fato de que nenhum deles foi consumido integralmente ou levado do zoo. “Estamos em uma área com histórico de avistamento de onças e de jaguatiricas”, afirmou a bióloga. Ela lembrou que em fevereiro um filhote de onça parda foi encontrado em uma fazenda no Bairro Tatu, na mesma região.

A Secretária de Meio Ambiente e Agricultura, Simone Zambuzi, classificou o ataque como “inusitado”, sobretudo pelo grande número de animais mortos. “Foi uma fatalidade, o zoo segue todas as normas”, disse. Ela reforçou que o Horto Florestal, onde está inserido o zoo, abriga um fragmento de mata, e portanto, as onças estão circulando em seu habitat.

Conforme a secretária, episódios semelhantes já ocorreram em outros zoológicos, como o registrado no ano passado, no Parque das Águas, em Foz do Iguaçu (PR), quando uma onça pintada e seu filhote invadiram um recinto e provocaram a morte de mais de 100 flamingos. Simone informou que a equipe do zoo estuda agora medidas para evitar novos ataques, considerando-se que o local já dispõe de segurança 24 horas. Atualmente, o espaço não está aberto à visitação.

O Zoológico de Limeira é um dos mais antigos do Brasil, inaugurado em 22 dezembro de 1968. Por 45 anos, o zoo funcionou em um espaço na região central da cidade. Em 2008, os recintos com os animais foram alocados em novo espaço, nas dependências do Horto Florestal. Atualmente, o zoo mantém cerca de 250 animais, entre aves, répteis e mamíferos. Os destaques são as espécies ameaçadas de extinção, como mico-leão-dourado, mico-leão-de-cara-dourada, lobo-guará, onça-pintada, anta e mutum-do-sudeste.

Onça deixou pegadas no zoo de Limeira. Foto Prefeitura de Limeira/Divulgação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.