As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Aquário de Santos completa 75 anos com atrações renovadas e visita virtual

José Tomazela

01 de julho de 2020 | 14h02

O Aquário Municipal de Santos, o mais antigo do país, chega aos 75 anos nesta quinta-feira (2) com suas atrações renovadas. Líder entre os aquários públicos nacionais, é também o segundo parque mais visitado do Estado, recebendo cerca de 500 mil visitantes por ano, número só superado pelo Zoológico de São Paulo.
Em 1995, o aquário entrou para o Guiness Book, o livro dos recordes, como o maior do país, com seus 50 tanques. Dois anos depois, uma reforma reduziu o número de tanques, mas acrescentou auditório e mais espaço para o setor técnico.

Prédio do aquário se destaca na orla santista. Foto Divulgação/PM Santos

Em 2004, a atração voltou a ser fechada para reformas, reabrindo dois anos depois com nova fachada e auditório ampliado. O tanque circular do lobo marinho foi transformado em um grande tanque oceânico. O tanque das tartarugas dobrou de tamanho e os três tanques de água doce foram convertidos em um ‘lago’ amazônico. O aquário ganhou ainda o tanque dos pinguins. Ao antigo prédio foi acrescido um anexo moderno, ligado por passarelas. A área total passou a ser de 3,2 mil m2.
São 32 tanques com 1,3 milhão de litros de água doce e salgada, filtrada e tratada por 25 bombas, sendo seis delas exclusivas para o tanque do lobo marinho – um tanque oceânico. Uma grande turbina de ar comprimido é responsável pela oxigenação da água.
Atualmente, o aquário tem uma coleção de 150 espécies e cerca de 4 mil animais, de pequenos invertebrados a grandes mamíferos marinhos. A unidade possuiu um centro de pesquisas que se tornou referência em reabilitação de animais marinhos. Até hoje, para ali são levados os pinguins, tartarugas e outros bichos encontrados nas praias, encalhados ou feridos.

Coleção de peixes é uma das maiores do país. Foto Divulgação/PM Santos

O local faz parte da história da preservação da vida marinha. Ali nasceram os primeiros filhotes de pinguim no país – hoje, são onze espécimes no recinto. O leão-marinho Macaé e os lobos-marinhos Macaezinho e Abaré-Inti viraram mascotes do lugar, assim como a foca Krikri, encontrada em águas do estuário santista.
O aquário está fechado desde 17 de março, início da pandemia do coronavírus, mas suas atrações podem ser vistas de forma virtual, através das redes sociais da prefeitura de Santos. Nesta quinta (2), será possível fazer um passeio pelas instalações no Instagram do parque (@uea.aquario), com legendas explicativas.
No sábado (4), uma live com o biólogo Alex Ribeiro será transmitida às 14 horas na página da prefeitura no Facebook, falando sobre as curiosidades do aquário e da vida marinha. Uma exposição virtual sobre os 75 anos de história do parque estará disponível até o dia 8 nas redes sociais do aquário.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: