As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com que máscara eu vou?

Luiz Henrique Matos

22 de fevereiro de 2021 | 08h15

– Oi… Oi. Alô? Você tá me escutando?
– Oi, amor. Tô, sim. E você me ouve?
– Sim. Dá pra ver direitinho a câmera?
– Agora dá. Mas pare de tremer um pouco.
– Pronto. Só queria apoiar o celular aqui, assim, pra te perguntar uma coisa.
– O quê?
– Você acha que essa camisa ficou boa?
– Sim, tá bonita… você fica bem com essa cor. Põe aquela calça que te dei no Natal. Tem reunião?
– É. Coisa rápida. Aquele contrato que te falei.
– Sei.
– Agora, qual máscara combina melhor com essa roupa? Essa com bolinhas ou essa outra lisa, mais neutra?
– Hum, não tem nenhuma xadrez ou listrada? Bolinha fica muito infantil, seu evento é mais formal, é bom parecer mais sóbrio, né?
– Não tenho. Mas tenho aquela que parece um mosaico, sabe? Colorida. Acho que está ali no varal e…
– Não! Aquela não. Parece uma mini colcha de patchwork.
– Eu gosto. Foi minha avó que fez.
– Então.
– Vou com a lisa então.
– Mas essa lisa não está no mesmo tom da sua roupa. Aí fica destacando muito.
– E se eu comprar uma descartável na farmácia?
– Só se for branca… aquela do tipo verde piscina não dá, né?
– Verde Tiffany, ué.
– Não. Aquilo é verde parede de farmácia.
– Tá, esquece. E essa outra aqui? É das primeiras. Tem até um bico de pato na frente.
– Está desbotando. E essa puxa as suas orelhas pra frente.
– Acho que no fim dessa pandemia as minhas orelhas já estarão pra frente.
– E aquela preta com arame?
– Ela tem uma costura na boca e fico parecendo o Hannibal.
– Fica mesmo. E a que você ganhou da empresa? Tem até uma marca estampada.
– A máscara outdoor? Aquela embaça os óculos demais.
– Todas embaçam.
– A de bolinha não.
– Peraí, mas você vai de óculos?
– Vou. Tenho que ler um negócio lá na reunião. Letras miúdas.
– Então não daria para ser xadrez. Seus óculos são redondos.
– Vixe. Tem isso também?
– Me mostra aquela primeira de novo?
– Essa?
– Isso. Acho que, no conjunto, é a que fica melhor.
– É?
– Certeza. Eu acho.
– Então tá bom. Ou não… Obrigado pelas dicas.
– Hum, viu… só uma coisinha.
– Oi.
– A máscara é essa mesmo. Eu só mudaria uma coisa.
– O quê?
– A roupa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.