As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Verbas gozadas

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 17h04

Publicado pela 1ª vez em 14/05/2009
Era uma vez um país onde os políticos tinham gastos absurdos e se lixavam para a opinião pública. Viagens, moradias de graça, verbas indenizatórias e outras mordomias faziam parte da vida parlamentar.
Entre os direitos gozados, estavam gastos com reformas, pagamento de prestações de imóveis, compra de mobília e serviços de faxineiras e jardineiros.
Alguns mais ousados, que se lixavam ainda mais para o povo, gozaram das benesses para comprar ração de cachorro, esterco de cavalo e até filmes pornográficos para relaxar e …, já que o trabalho sempre foi árduo.
O escândalo corria solto entre partidos de diferentes ideologias, até mesmo entre uns e outros que gozavam de uma imagem de respeito. Mas um dia a imprensa começou a denunciar e a opinião pública se revoltou.
Os políticos, então, fazendo cara de “ah é, é”, vieram a público para pedir desculpas pelas verbas gozadas e decidiram devolver o dinheiro para regozijo geral.
Daqui, sem gozação, nós mandamos um abraço de solidariedade aos nossos amigos ingleses. Nem imaginamos como é isso, mas achamos que é dureza ser people num país onde tem político se lixando para a opinião pública. Como é bom viver no Brazil-zil-zil-zil!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: