As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vai banana?

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 18h15

Publicado pela 1ª vez em 03/07/2009
Na barulheira da feira-livre, uma discussão gera uma penca de dúvidas e embanana a cabeça do consumidor. A partir de 16 de setembro, em todo o Estado de São Paulo, só será permitida a venda de banana por peso. Nada de uma dúzia de doze ou meia dúzia de seis.
A lei vai valer da mão do plantador até a boca do comprador final e tenta acabar com cachos e mais cachos de prejuízos dos produtores. É que tem intermediário que põe na caixa mais do que os 21 quilos que ela comporta, gerando perdas nada banais de 40%. Em dinheiro vivo, a descascada do setor chega a 60 milhões de reais por ano.
O medo do freguês é fazer papel de banana e pagar mais caro, mas os bananicultores dizem que o preço vai cair pelo menos 20% de uma baciada só. Não é uma queda nanica, não.
Só que o feirante tira mais um fiapo dessa história e já avisa que o atendimento vai ficar mais demorado com a troca da bacia pela balança. O Instituto de Pesos e Medidas responde prometendo bananadas de multas que variam de 317 a 6.340 reais.
Pra quem só quer comer a deliciosa fruta, o negócio é esperar feito bananeira para ver o que acontece. Se o preço não subir já é lucro. O consumidor até fica feliz se conseguir trocar seis por meia dúzia. Chega de ser picado e amassado! Chega de levar uma banana!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: