As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Uma delação que se cunha?

Haisem Abaki

21 de outubro de 2016 | 09h53

A prisão já era certa como se pressupunha

É um cara graúdo que até outro dia se impunha

Conduzia votações e ao governo se opunha

Criava dificuldades para ver se um acordo se compunha

E dava declarações com fortes críticas que expunha

Cada vez mais lenha na fogueira ele punha

Sempre uma pauta-bomba propunha

Demonstrava que aos poderosos se contrapunha

E assim sua vontade se superpunha

Com o apoio da tropa aliada de que dispunha

Deu um empurrãozinho final num governo que se decompunha

Mas disseram que dinheiro de propina para sua conta transpunha

Perdeu o mandato sem deixar de lado a pose que sobrepunha

Em locais públicos foi xingado de tudo que é alcunha

Agora o negócio é saber se na cadeia se acabrunha

Ou se resolve falar e dar uma de testemunha

Será que uma nova delação se cunha?

Já se sabe que um livro com revelações ele rascunha

Que a fila ande e prenda quem a dinheirama empunha

E que essa gente se acabe de tanto roer a unha