As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um verdadeiro “sir”

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 18h12

Publicado pela 1ª vez em 01/07/2009
Um velho senhor resiste bravamente em seu posto, independentemente das pressões que sofre. Os ataques partem de todos os lados, inclusive de quem se disfarça de amigo e dá risadinhas e tapinhas nas costas.
O coitado só toma bordoada de companheiros brutos, que sempre querem levar vantagem em tudo. A intenção escusa é tirar dele tudo o que conquistou em 80 anos de vida e de belas histórias.
Tratam o experiente vovô como se ele não tivesse um passado de lutas. O bravo homem não é um marinheiro de primeira viagem. Já está nisso há muito tempo e merece mais respeito.
A desonestidade é tanta que o pobre é colocado em armadilhas para parecer o único culpado pelas falcatruas. Afinal de contas, o uso do cachimbo deixa a boca torta mesmo. Enquanto isso, quem apronta atos secretos de verdade fica posando de bonzinho e de galã gentil.
Não dá mais pra aguentar essa situação. Já está ficando insustentável. Quem consegue suportar tamanha ofensa e se manter firme e altivo? Bem, de vez em quando ele reage, mas a brutalidade nunca desiste e volta e meia o ataca com marimbondos de fogo.
Querem fazer barba, cabelo e bigode às custas dele, mas não podemos deixar que isso aconteça. Vamos ajudá-lo fornecendo munição contra o agressor. Ele só precisa de um pouco de espinafre de presente. Parabéns, Marinheiro Popeye, pelos 80 anos!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: