As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Torneiras da gastança

Haisem Abaki

25 de fevereiro de 2013 | 11h56

Publicado pela 1ª vez em 22/03/2010
Vivemos num mundo cercado de água, mas que precisa de uma data para ser lembrado de que ela não é inesgotável. Então, hoje, Dia Mundial da Água, é mais uma oportunidade para tomar consciência e beber na fonte da preservação.
Mas a coitada da água quase evapora ao enfrentar um mar de outras comemorações, muito mais populares. Uma delas é o Dia Mundial do Banho que Nunca Acaba. A data é celebrada diariamente por adeptos que sempre têm uma chuveirada de desculpas e são lisos como sabonete.
Outra perversidade cometida contra a água é o Dia Mundial da Barbeada com Torneira Aberta. A efeméride também é diária e já se tentou de tudo para raspar ou pelo menos aparar esse hábito. A despreocupada turma do “muito pelo contrário” resiste e ainda faz muita espuma.
Isso sem contar o Dia Mundial da Escovação com Água pelo Ralo, o Dia Mundial da Lavada de Louça com Água sem Parar, o Dia Mundial da Mangueira na Calçada, o Dia Mundial do Vazamento Sem Conserto, o Dia Mundial do Lixo no Rio e muitos outros festejados no dia-a-dia.
Um dia, a água vai perceber que somos impróprios para consumo. Será a gota d’água para ela, que vive entrando pelo cano! Culpa do homem racional sem gás para economizar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: