As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Torcida e distorcida

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 18h52

Publicado pela 1ª vez em 26/08/2009
No dia em que teve até cartão vermelho no plenário, o Senado finalmente caiu na boca do povo. Agora, com a linguagem futebolística, todo mundo entendeu as jogadas que acontecem lá e todas as torcidas já ensaiam os gritos.

Um dos mais famosos diz:
Aqui tem um bando de louco.
Louco por ti, verbinha.
Pra aquele que acha que a gente trabalha pouco.
Eu vivo por ti, verbinha.
Eu discurso até ficar rouco.
Eu discurso pra ganhar.

Outro muito cantado é este:
Vai lá, vai lá, vai lá!
Vai lá no empregão!
Vamos parentes!
Vamos Amigos!
Vamos ganhar um dinheirão!

Tem também um que é assim:
Ô, vamos ganhar salariô.
Vamos ganhar salariô.
Vamos ganhar salariô.
Ô, vamos ganhar salariô, Ô.

Estes são alguns dos mais famosos, mas tem um que ainda não pegou. É aquele que diz:
Sou senadooooor,
Com muito orguuuuulho,
Com muito amooooor.

Só o Conselho de Ética gostou!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.