As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Receita de sucesso

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 19h35

Publicado pela 1ª vez em 09/10/2009
O homem do imposto de renda acaba de avisar que a restituição deste ano vai demorar um pouco mais. Quem acreditava que Papai Noel traria o dinheiro espera agora pelo coelhinho da Páscoa.
O problema foi a queda na arrecadação. O dono do cofre acha que é pouco o cidadão com a inscrição “trouxa” na testa pagar trinta e seizinho por centinho de tudo que foi produzido no primeiro semestre.
Além disso, os gastos para manter o bom funcionamento da máquina não são pequenos. Uma boa parte vai para os cuidados com a juba do leão. É muito xampu, condicionador e escova para manter o belo penteado.
Também não fica barato deixar no jeito todas aquelas garras, sempre afiadas. Isso sem contar os vultosos dispêndios com alimentação para aquela boca tão grande. O bicho é exigente e só aceita lombo de contribuinte.
O negócio é ser forte para aguentar o tranco e principalmente o banco. Nada de se desesperar e afogar as mágoas no copo. Cachaça paga quase 82 por cento de imposto. É a “marvada” arrecadação que pinga em todo mundo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: