As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Raios, raios, raios!

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 20h09

Publicado pela 1ª vez em 12/11/2009
Depois do apagão, vem à luz as explicações sombrias para justificar as trevas. Com vozes de trovão, autoridades de plantão colocam uma nuvem sobre nossas cabeças e dizem que a maldição veio dos céus.
Ora, raios, o problema não foi a falta de cabeças iluminadas, com ideias brilhantes e espírito público aceso. São Pedro foi o mandante!
E a oposição aproveita para tirar uma casquinha, acender a chama do “eu já sabia” e amaldiçoar ainda mais a escuridão, como se tivesse descoberto o fósforo e a vela.
Nós, pagadores apagados, ficamos no breu das justificativas luminosas para o blecaute. E o sol da incapacidade, em raios fúlgidos, brilhou no céu da Pátria nesse instante.
Felizmente, tudo passou. E já podeis, da Pátria filhos, ver contente a luz gentil porque já raiou a eletricidade no horizonte do Brasil.
Com espírito cívico, vamos levar a mão ao bolso. Ó Pátria Amada, iluminada, pague, pague. Ainda que de vez em quando apague, apague.
Malditos raios. Raios duplos, raios triplos, raios quádruplos. Vivem caindo no lugar errado!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: