As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os penduricalhos

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 18h37

Publicado pela 1ª vez em 11/08/2009
Hoje é uma data muito importante para o país. Demorou, mas finalmente chegou. Um ano de espera desde o último 11 de agosto e 222 dias de expectativa desde janeiro.
Não foi fácil viver tanto tempo em tamanha agonia. O relógio foi um grande inimigo nesses intermináveis momentos.
A respiração ficou em suspenso e o coração quase saiu pela boca diante da lerdeza do tempo. Para piorar o tormento, as notícias do período foram aterrorizantes.
Um exemplo foi aquele caso escandaloso. Isso sem contar outros sustos, como aquele caso escandaloso. Tivemos ainda aquele caso escandaloso. Ah, sem esquecer também que houve… aquele caso escandaloso.
Mas todas essas desgraças ficaram para trás. O grande dia finalmente chegou e já podemos comemorar. É o dia da redenção. Tudo vai mudar para melhor. Pelo menos por 24 horas.
O calendário de efemérides informa que 11 de agosto é o “Dia da Consciência Nacional”. Hoje vai ter gente pondo a mão na dita cuja e se arrependendo depois de passar 364 dias pendurando as contas.
Amanhã tudo volta ao normal e eles não vão pendurar as chuteiras. Só nos resta pendurar no pescoço deles. Aquele que fica bem abaixo da consciência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: