As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O sovaco da perna

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 14h34

Publicado pela 1ª vez em 09/05/2008
Meu filho vive uma fase descritiva, típica de crianças de cinco anos. Gosta de contar tudo em detalhes e exige atenção de quem está ouvindo. É como se estivesse esperando um sinal de aprovação, mas fica envergonhado e mudo quando recebe o elogio. Se o agrado é feito fora de hora, a história é imediatamente interrompida e às vezes ficamos sem saber o desfecho.
Um dos momentos desse tipo de manifestação ocorre sob o chuveiro, desde a formação da primeira bolhinha de sabão até a última enxaguada. Outro dia, como de costume, ele descrevia cada parte do banho:
– Tô lavando a cabeça!
– Tô lavando o rosto!
– Agora as orelhinhas!
Quando cobramos mais rapidez e menos gritaria, o detalhamento e o tom aumentam, prenunciando que aquela vozinha vai virar um vozeirão no futuro.
– Tô lavando o braaaaaço!
– Agora o outro braaaaaço!
– O sovaquiiiiinho!
– O outro sovaquiiiiinho!
– Agora tô lavando a barriguiiiiinha!
– As cooooostas…
– Tô lavando o piu-piuuuuu!
– Agora o bum-buuuuum!
– Tô lavando a perniiiiinha!
– A outra perniiiiinha!
– Agora tô lavando o sovaco da perna!
Sovaco da perna??? Corremos para o banheiro. Era a virilha.
– Agora o outro sovaco da perna!
Diante da risada geral, ficou quieto e quis encerrar o banho ali mesmo, antes de chegar aos pés.
Fiquei pensando como nós adultos adoramos dar demonstrações explícitas de conhecimento mesmo quando não entendemos nada. Temos respostas prontas e falamos como autoridades no assunto. Alguns sabem até demais, mas se flagrados em situações comprometedoras usam a santa ingenuidade para dar “convincentes” explicações. Exemplos? Vamos lá:
Um documento sobre os gastos de um político adversário é dossiê ou apenas um banco de dados? É o sovaco da perna!
Um deputado jurando que o aumento da verba de gabinete não significa mais salário. É o sovaco da perna!
Um político que acha que formação de quadrilha é somente uma festa junina. É o sovaco da perna!
Uma celebridade que só quer um programinha com garotas, mas se engana e sai com travestis. É o sovaco da perna!
Eu, eu mesmo, torcendo pelo São Paulo na Libertadores e pelo Corinthians na Copa do Brasil. É o sovaco da perna!
O menininho sabe mesmo das coisas:
– Lave bem esse sovaquinho da perna, meu garoto!

………………………………………………………………………………………………

Meninos de cinco anos são mesmo muito sinceros:
– Eu gosto mais da mamãe do que de você!
Já ouvi a frase várias vezes e nunca achei isso um problema, mas um dia resolvi perguntar o motivo da preferência.
– Ela não faz cosquinha nem me dá apertões.
Sem perceber, reagi instintivamente e… fiz cosquinhas e dei uns apertões nele.
Acho que não me importei porque desde criança sempre ouvi a mesma recomendação do meu pai:
– O filho deve ter muito amor pelo pai e muuuuuuuuuuuuito amor pela mãe!
Feliz Dia das Mães!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: