As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O novo Dia do Fico

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 18h33

Publicado pela 1ª vez em 06/08/2009
Estamos na era dos ficantes, aqueles que vão deixando a vida rolar sem compromisso com ninguém. Nada de amarras, de apego e de envolvimento. O negócio é o momento e só.
Mas nem tudo está perdido porque acabamos de assistir a mais um histórico “Dia do Fico”. Em tempos em que a maioria só quer tirar proveito da situação, não deixa de ser uma esperança.
O protagonista desse novo evento épico é um homem que caiu na boca do povo nos últimos dias. Muitos diziam que ele não agüentaria a pressão e pediria pra sair. Entre os adversários, já tinha gente esfregando as mãos à espera do adeus.
Foi falação daqui, especulação dali e muita expectativa para um pronunciamento esclarecedor ou para confirmar que era mesmo hora de sair de cena. Finalmente chegou o grande momento e ele não se abalou. Podem discordar do sujeito, reclamar da presença dele em todas as jogadas e até chamá-lo de ladrão. Mas a verdade é que, no fundo no fundo, seja aliado ou da oposição, todos o admiram.
Ele é esperto, sabe fazer muito bem o meio de campo e ajuda os companheiros sem vergonha nenhuma de esconder as benesses que concede. E ele vai ficar. Pelo menos por enquanto, mas vai ficar… no Palmeiras. Esse é o Pierre, o maior ladrão de bolas do Brasil! Os adversários que se cuidem porque ele gruda mesmo. Parece até bigode!

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: