As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Não é o fim da picada

Haisem Abaki

25 de fevereiro de 2013 | 13h58

Publicado pela 1ª vez em 20/04/2010
Quem já atingiu a idade da paciência e da sabedoria vai precisar ter um pouco mais de paciência e sabedoria. Não chega a ser um problema para pessoas que sempre estão com tempo de sobra para esperar, esperar e esperar.
Não custa nada aguardar pelo aumento da aposentadoria para quem já tem a sorte de ganhar mais de um salário mínimo. Nossos parlamentares iam votar isso outro dia, mas aí ficou para outro dia e depois para outro dia. Há uma chance de ser hoje à noite, mas não tem problema se ficar para outro dia. Não é o fim da picada.
Agora chega a notícia de que a vacina contra a gripe sazonal para pessoas com mais de 60 anos também vai atrasar, mas apenas por duas semaninhas. Foi só um probleminha de nada com a falta de matéria-prima. Dá pra esperar sentado, deitado e talvez com um espirro aqui e outro ali. É só um imprevisto sazonal de nada e não uma zona. Também não é o fim da picada.
E enquanto dão aquela esperadinha, os velhinhos e as velhinhas, sempre com almas jovens, podem comprar algum remedinho que aumentou de preço, ir à feira para pegar uns tomates vermelhos de tão caros e pagar um reajustezinho de leve no plano de saúde. Não é o fim das picadas. Outras virão e, pensando bem, essa turma já está mais do que vacinada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.