As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mania nacional

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 19h41

Publicado pela 1ª vez em 19/10/2009
O fim de semana foi cheio de emoção graças ao grande esporte nacional. Ele é o preferido das massas e mexe com todo mundo mesmo.
Outras práticas ganham destaque de vez em quando e até atraem a atenção da torcida, mas nem sempre conseguem contagiar as multidões.
É um esporte que exige muito envolvimento, vontade sem limites e participação coletiva. Também traz algum desgaste físico, mas o principal é ter muita concentração e foco firme no objetivo a ser alcançado.
Tem gente que tenta disfarçar e finge não se preocupar, como se estivesse acima do bem e do mal. Só que de repente se revela e não consegue manter o falso distanciamento.
É um esporte democrático, que iguala todas as classes sociais. Às vezes dá certo, às vezes não. Por isso, o importante é seguir em frente e não perder amizades. Secada é assim mesmo. Quem seca acredita até o último momento. Afinal, secada só acaba no apito do juiz ou quando é dada a bandeirada. Então, até a próxima. Pensamento negativo, gente!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: