As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hora de se dar conta

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 21h01

Publicado pela 1ª vez em 01/02/2010
Chegou o dia feliz de volta às aulas para milhões de estudantes e de pais cansados das férias. É mais um período de aprendizado, de novas experiências e grandes descobertas. Muitos serão apresentados às quatro operações, que vão carregar para toda a vida.
A primeira delas, de somar, é muito importante. Um bom começo é pegar a mensalidade do ano passado e acrescentar alguns números para ver no que dá. A soma será fabulosa.
Subtrair também é fundamental. Ninguém consegue viver sem isso e o ideal é aprender desde pequenininho. Um exercício legal é tirar do salário a mensalidade para ver quanto sobra. O resultado será de restos a pagar.
Outra operação essencial é a de multiplicar. Uma ótima maneira de entender é olhar a lista de material escolar e fazer a conta vezes dois ou vezes três filhos. A conclusão é que outras prioridades vão perder a vez.
E para fechar, dividir também é preciso. Um método infalível é fazer a divisão do custo da mensalidade e do material por dois, geralmente um pai e uma mãe. Mostrando o quociente, o aprendiz da casa pode ficar mais consciente.
Mas a verdade é que não há operação capaz de calcular a felicidade de ter um filho na escola. É uma sensação de orgulho, alegria e esperança sem fim, ainda que uma vozinha diga: “Menos, pai, menos!”. É assim mesmo, a dupla pai-mãe não se dá conta de muita coisa. E sabe por quê? Porque sim!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.