As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É hora de dar um crédito

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 16h37

Publicado pela 1ª vez em 01/04/2009
Pensei bem sobre algumas coisas que tenho dito ultimamente e acho que exagerei na dose. Peguei pesado mesmo e quero me redimir.
Ontem, por exemplo, falei mal da Seleção do Dunga. Não era para tanto. A turma merece mais uma chance.
E na segunda-feira, então? Fui cruel com o pessoal do telemarketing. Acho que não precisava ter bloqueado meu telefone no Procon. Vou dar um jeito nisso e ter mais paciência ao “estar recebendo” as ligações.
Outro dia, disse que nossos parlamentares haviam completado duas quaresmas sem fazer nada. Não é bem assim, eles estão se esforçando e trabalho legislativo não é só votação.
Tá bom, tá bom. Também fui muito chato com quem ouve a “Dança do Créu” em ônibus e trens no último volume. Todo mundo tem direito de escutar o que quiser e ser respeitado nos seus gostos.
Também descarreguei um temporal sobre as autoridades que dão desculpas para explicar as enchentes. Hoje reconheço que estão pelo menos tentando resolver o problema.
Mas tudo isso foi em março e já virou passado. Percebi que não vale a pena ser tão ranzinza. Vou mudar a partir de hoje, 1º de abril. Não adianta tentarem me convencer do contrário. Acordei decidido. Assim que passar a dor no nariz eu cuido disso. Não sei como bateu no teto! Ai!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.