As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

De costas pra lua

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 17h57

Publicado pela 1ª vez em 08/06/2009
A cidade de Taubaté, no interior de São Paulo, está em contagem regressiva. Não é para o feriado. Nem para o Dia dos Namorados.
A expectativa é para saber se um futuro milionário vai aparecer ou se será um ex-futuro milionário. O sortudo ou azarado tem prazo até amanhã para buscar um prêmio de 5 milhões de reais da Mega-Sena.
A aposta é do concurso do dia 11 de março e, se ele não der as caras até esta terça-feira, 09 de junho, perderá o direito ao prêmio. O outro acertador, de Capivari, também no interior paulista, já pegou a dinheirama.
Mas o que teria acontecido ao pobre rico apostador? Esquecimento? Distração? Perdeu o bilhete? Ficou no bolso e foi para a máquina de lavar? Está com medo daqueles parentes distantes que nunca aparecem? Quer fugir dos velhos e novos amigos do peito? Está tentando evitar ex-namoradas que de repente vão morrer de saudade? Pensou, pensou, pensou e concluiu que dinheiro não traz felicidade?
Seja qual for a resposta, o ganhador já perdeu 90 mil reais em três meses. Se ele não aparecer até amanhã, a grana vai para o programa de financiamento estudantil do governo federal. É isso aí: quem estuda tem o bumbum virado para a lua mesmo. Quer apostar?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.