As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

De cima a baixo

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 18h27

Publicado pela 1ª vez em 31/07/2009
A Ciência acaba de dar uma importante contribuição para melhorar o relacionamento humano. Trata-se ainda de um simples experimento, mas com potencial para, no futuro, trazer inestimáveis vantagens a todos nós.
Os mais beneficiados serão os casais. A árdua tarefa de manter a chama acesa e driblar o desgaste do convívio ficará bem mais fácil. É o início de uma jornada para reduzir problemas do dia a dia, como as freqüentes distrações, discussões e cobranças.
Uniões serão preservadas, juras de amor serão renovadas e o ambiente do lar ficará mais leve e alegre no quarto, na sala, no banheiro, na cozinha e na lavanderia.
Tudo isso graças a um astronauta japonês que esteve na Estação Espacial Internacional e volta hoje ao nosso planeta, de ônibus espacial, para entrar para a História. Koichi Wakata é o nome do cara.
Ele teve a coragem de dar um pequeno passo para um homem, mas gigantesco para a Humanidade. O rapaz usou a mesma cueca durante um mês. A peça antibacteriana foi projetada para não ter cheiro e será minuciosamente examinada por ávidos cientistas.
Um dia, com os progressos obtidos a partir da experiência, todos nós agradeceremos a este astronauta por tamanho apego à causa. Será o fim das cuecas espalhadas pela casa e das brigas geradas por essas danadas. Vivas a Wakata! Por causa dele, muitos casamentos não irão mais para o espaço.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: