As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Chega de fricote

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 20h02

Publicado pela 1ª vez em 05/11/2009
Uma notícia que chega de Brasília mostra a preocupação governamental e parlamentar com as contas públicas de sul a norte.
Com a desculpa de preservar tudo de bom que é feito ao povo com essas verbas, aprovaram uma proposta de calote.
Quem tem os chamados precatórios para receber já entendeu o mote.
Vai ter que esperar muito mais e torcer para não morrer antes de chegar tamanha sorte.
Os eternos credores podem dar as mãos aos aposentados e pensionistas que não aguentam mais receber reajuste fracote.
Os coitados que já foram chamados de vagabundos por um presidente têm sabedoria, mas já perderam a paciência de velhote.
Depois de tantas esmolas é hora de guardar os nomes dos benfeitores e grudar no cangote.
Logo, logo os bondosos senhores vão aparecer todos solícitos, com carinha de mascote.
Aí, é só fazer dos homens cheios de boas intenções picote.
É o único jeito de tirar o pé da lama e mandar a vaca deles para o brejo: boicote.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.