As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bando de loucos por amor

Haisem Abaki

24 de fevereiro de 2013 | 19h48

Publicado pela 1ª vez em 21/10/2009
As últimas horas trouxeram uma sensação de leveza, sonho e prazer. Só os insensíveis não perceberam essa onda contagiante que se espalha por aí. Basta prestar atenção para ver que o amor está no ar.
Primeiro foi o Ronaldo Love, numa bela declaração de amor, paixão e vontade de trabalhar com T maiúsculo pelo Corinthians. O Flamengo já é passado. Foi bom enquanto durou. O urubu ainda vai encontrar alguém que o mereça e será feliz como o gavião da torcida.
À noite foi o PMDB Love, que jurou fidelidade ao PT. Foi uma bela declaração de amor, paixão e vontade de trabalhar com T maiúsculo por mais cargos, ou melhor, pelo país. As puladas de cerca já fazem parte do passado. O tucano ainda vai encontrar alguém que o mereça e será feliz como o gavião do poder.
Alguém aí duvida qual desses dois amores imensos é o mais sincero? Claro que é o do Ronaldo Love! Ele ainda tem muito a dar, mas vai perder a artilharia. O PMDB Love marca um golaço atrás do outro. Um fenômeno!

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: