A calçada do Lorena foi a primeira ligação entre São Paulo e Santos

Geraldo Nunes

26 Fevereiro 2015 | 04h52

São Paulo pode se considerar a mais antiga cidade do interior do Brasil e para subir a Serra do Mar até o Planalto de Piratininga, os portugueses precisaram recorrer aos índios e com eles aprender as rotas que eram duas

A primeira trilha conhecida foi a dos índios tupiniquins, mas eles se associaram aos tamoios e aos franceses que ocupavam o litoral norte de SP e o Rio de Janeiro.

Os tupiniquins então, impediram que os portugueses seguissem pela trilha original.

Os portugueses passaram então a seguir pela outra rota conhecida como “caminho do padre José”, que é o padre José de Anchieta, um dos fundadores de São paulo.

O padre Anchieta aprendeu esse trajeto, graças à amizade feita com os índios e neste caminho só se subia a serra engatinhando.

Foi por ali que os jesuítas subiram a Serra do Mar para inaugurar a cidade de São Paulo, hoje ligada a Santos pela Via Anchieta, em justa homenagem ao padre descobridor de caminhos.

A primeira via de ligação entre a capital e o litoral porém, foi aberta em 1790 por determinação do governador da capitania de São Paulo, Bernardo José Maria de Lorena.

As obras foram feitas em parte pelo antigo “caminho do padre José” e ficaram a cargo do Brigadeiro João da Costa Ferreira, engenheiro da Real Academia Militar de Lisboa.

A Calçada do Lorena, foi concluída em 1792, tinha a extensão de 50 km, reduzindo em cerca de 20% o percurso entre Santos e São Paulo de Piratininga, se comparado à antiga rota dos tupiniquins.

O calçamento era todo de pedras e nas curvas do trecho de serra, caixas de dissipação desviavam, para fora da via, as águas conduzidas pelos canais pluviais.

Foi este o primeiro caminho a possibilitar o trânsito de tropas consumindo apenas dois dias de viagem na subida.

Se considerava o projeto ousado e caro para a época.

Uma das mais importantes viagens realizadas na calçada do Lorena foi a de 1822, quando o Príncipe-Regente D. Pedro fez a subida em direção a São Paulo, vindo a proclamar a Independência do Brasil.

Os remanescentes da calçada encontram-se preservados e abertos à visitação turística no trecho que se estende do seu início, no planalto, até o seu terceiro encontro com a SP – 148 a velha estrada “Caminho do Mar”, primeira ligação automobilística entre São Paulo e Santos.

A Via Anchieta só foi inaugurada em 1948 e a primeira “perna” da Imigrantes, surgiu mais tarde ainda em 1976.

A pista de descida, também chamada “Nova Imigrantes” só veio em 2004.