O raio-X dos orelhões da Paulista

Estadão

02 de agosto de 2011 | 19h25

Você ainda usa orelhão? Em seus quase 3 km de extensão, a Avenida Paulista tem 80 telefones públicos. Na tarde de hoje, 13 deles não estavam funcionando – pouco mais de 16%. E 55 deles – quase 70% – ostentavam adesivos “publicitários”, digamos assim: na maioria, oferecendo serviços de prostituição, mas havia um sebo que dizia comprar livros usados e até propaganda de uma banda musical desconhecida.

E, num tempo em que praticamente todo mundo tem celular, quem ainda usa orelhões? A reportagem flagrou três, durante essa andança pela Paulista: um rapaz engravatado que afirmou ter esquecido seu telefone em casa, uma moça que disse não possuir créditos em seu aparelho pré-pago para ligar para ninguém e uma senhora que jurou “seu moço, que não tenho celular, não; mas olha só, agora não dá para conversar com você porque estou no telefone com minha cunhada”.