Canteiros se tornam atrações em Santa Cecília

Vitor Hugo Brandalise

28 de setembro de 2011 | 17h41

 

 

Praça que ganhou flores e banco. Foto: Márcio Pinho

Por Márcio Pinho

Você conhece exemplos de praças e canteiros que tenham se tornado atrações dentro de um bairro após receber um trabalho paisagístico e flores de cores variadas?

Isso aconteceu no Largo Santa Cecília, na região central de São Paulo. Flores rosas, vermelhas, brancas, azuis e amarelas foram plantadas em uma pequena praça e em volta de árvores espalhadas pelo largo.

É comum hoje ver pessoas que saem da Paróquia Santa Cecília ou então da estação de metrô de mesmo nome parando para observar e tirar fotos. Especialmente pelas manhãs, idosos passeiam pelo local.

Há aproximadamente um ano, os espaços estavam degradados e chegavam a ser ocupados por moradores de rua. Os trabalhos paisagísticos foram bancados pelas agências do Itaú e do Bradesco vizinhas à Paróquia de Santa Cecília. A Prefeitura de São Paulo se animou com o resultado e instalou um banco.

 Um dos fatos que mais chamam a atenção é que não há nenhuma grande, cerca ou qualquer outro item que impeça o acesso da população na praça localizada em frente à agência do Itaú. Não se trata de uma cena comum na cidade, onde há muitos canteiros protegidos. Para os moradores do bairro, a presença de uma base da Polícia Militar no largo diminui as chances de atos de vandalismo.

“A região ficou mais alegre. Não vemos muito colorido na cidade de São Paulo. E os poucos espaços verdes que existem geralmente têm apenas árvores ou plantas que não chamam tanto a atenção”, afirma a moradora da rua Veridiana Marília Gonçalves, de 62 anos. “Mas acho que só sobrevive pela presença da polícia, já que hoje em dia as pessoas fazem maldades de graça”, disse Marília.

Você conhece iniciativas semelhantes em seu bairro?

Entorno de árvores também ganhou melhorias. Foto: Márcio Pinho

 

Tendências: