Uma casa no céu

Estadão

22 de maio de 2009 | 11h16

Aos 61, Zé Rodrix teve um piripaque no coração e se foi. Saudades da época do Som Imaginário, do Sá, Rodrix e Guarabira, do Joelho de Porco. E de seus sensacionais jungles.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: