Rosane ex-Collor

Estadão

09 Março 2010 | 14h21

A ex-primeira-dama Rosane Collor foi condenada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) a pagar multa por “omissão em ato antieconômico” quando esteve à frente da extinta Fundação Legião Brasileira de Assistência (LBA). Terá de devolver aos cofres públicos cerca de R$ 1,8 milhão, valor que ainda será atualizado. Auditoria realizada pelo tribunal identificou que a fundação adquiriu irregularmente toneladas de alimentos na gestão de Rosane. Além de ter realizado pagamentos superfaturados, indevidos e antecipados, o TCU aponta que houve deterioração de 53,5 toneladas de alimentos comprados em Goiás e Maranhão.