Rerenegociação

Estadão

26 Fevereiro 2009 | 15h05

O secretário municipal de Finanças de São Paulo, Walter Aluísio Moraes Rodrigues, disse que a dívida da Prefeitura com o governo federal é impagável, e a única saída seria fazer uma nova negociação com a União. O atual esquema de pagamento foi acertado pelo então prefeito Celso Pitta, com aprovação da presidência da República na época, gestão Fernando Henrique Cardoso, no ano 2000. Naquela época, a dívida estava na casa dos R$ 11,2 bilhões. Hoje, chega a R$ 38 bilhões, mesmo com a Prefeitura pagando as prestações sem atrasos.