Presidente da Câmara de SP quer punir filiado do PR que apóia Serra

Estadão

20 de outubro de 2010 | 16h08

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Antonio Carlos Rodrigues (PR), entrou com representação contra o secretário municipal do Trabalho Marcos Cintra, também do Partido da República. Ele alega que Cintra não respeitou determinação partidária de apoiar a candidatura presidencial de Dilma Rousseff (PT) e dá apoio ao tucano José Serra. Rodrigues, que é suplente da senadora eleita Marta Suplicy, que houve prática de infidelidade partidária por parte de Cintra, que teria infringindo o código de ética do PR ao participar de evento da candidatura de Serra. Cintra pode ser expulso da agremiação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.