Anuncio errado “desclassifica” Brasil e rádio anuncia data antiga

Estadão

29 de junho de 2010 | 11h27

Um anúncio do Extra, patrocinador oficial da seleção brasileira de futebol, foi trocado hoje em jornal de São Paulo. Na página D11, caderno de Esportes da Folha de S.Paulo, foi colocada publicidade agradecendo a participação brasileira nesse mundial, como se o Brasil tivesse perdido o jogo de ontem contra o Chile. Diz o texto: “A Iqembu le sizwe sai do Mundial. Não do coração da gente. Na África, no idioma Zulu, I qembi le sizwe é SELEÇÃO. Valeu, Brasil. Nos vemos em 2014.”

É normal as empresas anunciantes prepararem anúncios para vitórias ou derrotas. O material fica “pronto” para ser publicado em ambas alternativas. Mas alguém errou na operação, na colocação do anúncio. 

Outro problema: no mesmo caderno, só que na página 32, há um anúncio da Rádio Transamérica sobre o jogo do Brasil e Chile. Só que o jogo foi ontem. O jornal é de hoje. Tsc, tsc, tsc…

Atualizado às 15 horas:

Abílio Diniz, em seu twitter, escreveu: “Como Pres. do Conselho de Adm. do GPA peço desculpas, em meu nome e do Grupo, aos brasileiros e, principalmente, aos jogadores da seleção. Não compartilhamos com a impunidade e tomaremos as providências, que não eliminarão o erro, mas irá responsabilizar os culpados. Estou ao lado dos que se indignaram com o anuncio publicado erroneamente pelo jornal. Ontem o Brasil fez seu melhor jogo na Copa. Infelizmente, a Folha de SP cometeu um grave erro com o anúncio do Extra, o que é inadmissível.”

 

Extra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: