O dia em que até Geisel tomou choque no Metrô de SP

Estadão

21 de setembro de 2010 | 13h59

No dia 17 de fevereiro de 1975, o então presidente da República, general Ernesto Geisel, inaugurou a primeira linha de metrô de São Paulo, a número 1, Azul. Seu discurso em palanque montado na Estação Liberdade foi marcado pelo inusitado. Enquanto o general falava, pessoas próximas ao local começaram a tomar choque. Até Geisel, ao tocar numa parte metálica, tomou um pequeno choque.

Houve um problema de energização dos trilhos e alguns equipamentos entraram em curto, traumatizando algumas pessoas próximas ao presidente. A solução veio rapidamente, com o isolamento de parte do equipamento, o que não impediu o funcionamento dos trens. Tanto que Geisel e sua comitiva fizeram o percurso entre as estações Jabaquara e Liberdade tranquilamente.

Tudo o que sabemos sobre:

Ernesto GeiselEstação Liberdade

Tendências: