Justiça livra Casoy de indenização por ofensa a garis

Estadão

03 de maio de 2010 | 11h57

O apresentador da TV Bandeirantes, Boris Casoy, se livrou de pagamento de indenização pedida por 800 garis do Rio de Janeiro depois que foi ao ar no dia 31 de dezembro de 2009 um comentário onde se referiu à categoria dos lixeiros como “o mais baixo da escala de trabalho”. “Que m…dois lixeiros desejando felicidades…do alto de suas vassouras. O mais baixo da escala de trabalho”, dissera Casoy.

O juiz do 4º Juizado Especial Cível do Rio, Brenno Mascarenhas, negou a reclamação de indenização. Em seu despacho, Mascarenhas apontou que o comentário do jornalista foi apenas um “constrangedor preconceito” e “produz indisfarçável preconceito” do apresentador.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, após o comentário, foram impetradas 163 ações contra a emissora e o jornalista. No dia seguinte à gafe, Casoy pediu “profundas desculpas”, ao vivo, pela “frase infeliz que ofendeu os garis”.

Tudo o que sabemos sobre:

Boris CasoyGaris

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.