Escafedido para presidente

Estadão

19 de março de 2009 | 12h03

Para complementar o post abaixo: O médico-presidiário Hosmany Ramos tem uma página na internet onde se lançou candidato à Presidência da República em 2010. Veja sua justificativa para ser candidato independentre: “Aprendi na medicina o ‘primo non nocere’ (primeiro não fazer mal). Um candidato não pode encher o saco da população brasileira, invadindo os lares no horário nobre, com seu famigerado horário eleitoral gratuito, onde candidatos oficiais bancados pelos banqueiros e aristocratas, ocupam enormes espaços na tela da televisão para derramar sua verborragia paranóica, repleta de promessas, autopromoção e egolatria. Daí, ter escolhido ser um candidato independente. Pelo menos, não participarei dessas invasões absurdas dos lares, no horário nobre, com discursos chatérrimos que só servem para tirar o telespectador do sério, enchendo o saco, sem nada de útil. Só no Brasil, isso acontece! É um absurdo vergonhoso, ter que aturar a cara de pau desses gravatinhas maquilados. Se eleito, acabarei em definitivo, com esse suplício chamado horário eleitoral. Peço sua opinião no meu Blog, sobre o que você acha dessa invasão domiciliar no horário nobre da telinha. Se você concorda comigo, sei que poderei contar com seu apoio.” Ah, bom…

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.