CPIs do Kassab

Estadão

07 Fevereiro 2009 | 07h00

A próxima terça-feira é o dia D para a instalação de duas novas comissões parlamentares de inquérito (CPIs) na Câmara Municipal de São Paulo. O regimento interno prevê o funcionamento simultâneo de duas. Há cinco pedidos na fila. Um para apurar esquema de propina nas subprefeituras, um outro para apurar concessão de alvarás de funcionamento a templos regiliosos, um terceiro para verificar procedimentos e licenciamentos de locais com frequência maior que 100 pessoas e dois requerimentos para investigar a máfia da merenda escolar. Duas comissões sairão do papel, sem choro nem vela. No governo Kassab o clima demonstrado é de que não há problemas, mas nos bastidores as conversas vão de vento em popa. Para instalação de CPI são necessários 28 votos. O prefeito tem maioria.