Coronelismo

Estadão

09 Março 2009 | 11h51

Coronelismo mesmo, com registro em cartório. Isso em pleno século 21 e na cidade de São Bernardo. O vereador Vandir Mognon (PSB), registrou em cartório documento onde assume que daria dois cargos na Secretaria de Esportes a um cabo eleitoral, em troca de votos na eleição de 2008. O caso está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual. O parlamentar nega que tenha participado do ato de registro em cartório. O correligionário a ser beneficiado é Julio Cesar Fuzari. Mognon diz que Fuzari o fez assinar o papel, sem que pudesse ler o conteúdo. Ah bom…