Como aqui

Estadão

03 de julho de 2009 | 11h38

O Washington Post cancelou os planos do jantar na casa da publisher Katharine Weymouth após a reação negativa à divulgação de que o jornal estava vendendo acesso a políticos e membros de sua redação através de eventos do gênero. Weymouth declarou ao editor de mídia do Post, Howard Kurtz, que estava “decepcionada” e que este episódio “nunca deveria ter acontecido”. A repercussão do caso é grande – a Sidney Hillman Foundation, que dá prêmio anual ao trabalho de jornalistas que apóiam a justiça social, escreveu – “O Washington Post morreu hoje”. E a coluna de midia do site All Things Digital publicou um post com o titulo ‘Washington Post – Nossos reporteres nao estão à venda (ainda)’. Notícia do Huffington Post e publicada hoje no no Blue Bus.