BNDES vai financiar R$ 20 bilhões para construção do trem-bala

Estadão

08 de novembro de 2010 | 15h15

O governo federal publicou hoje decreto no Diário Oficial da União que autoriza o financiamento de até R$ 20 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a empresa ou consórcio que vai construir e explorar o trem de alta velocidade (TAV) entre São Paulo-Campinas e Rio de Janeiro. O trem-bala está orçado em R$ 34,6 bilhões. O leilão que definirá o futuro concessionário está agendado para o dia 16 de dezembro em São Paulo.

Atualização em 9/11: O mesmo decreto que divulga o financiamento para a construção da linha garante também R$ 5 bilhões para a futura concessionária reequilibrar suas contas caso a demanda de passageiros não atinja o volume esperado.

Nesta manhã, em São Paulo, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos,  garantiu que não haverá mais alteração no calendário do TAV. Sendo assim, as propostas serão entregues no dia 29 de novembro. O vencedor será conhecido no dia 16 de dezembro. A previsão, segundo Passos, é iniciar as obras depois que a empresa que levar a licitação apresentar seu projeto.  “Precisa de algum tempo para detalhar o projeto. A partir daí será marcado o início da obra. Temos razões para acreditar que até 2016 esteja concluída”, prevê o ministro.

Tudo o que sabemos sobre:

BNDESTAV

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: