Aquele trampo jóia

Estadão

30 de setembro de 2009 | 19h13

O ONG Transparência Brasil atualizou o levantamento sobre perfil das matérias propostas pelos deputados estaduais paulistas nesta legislatura. São classificadas em categorias temáticas e divididas em duas classes: a com impacto para a população e as com pouco ou nenhum impacto e interesse para a população. Nessa segunda classe é possível observar que a produção de alguns parlamentares tem como base homenagens a aniversários de municípios, datas comemorativas nas cidades e batismos de bens públicos, como passarelas. Ou seja, sem nenhum reflexo para os eleitores. Este blog fez um rápido levantamento sobre quem mais propôs homenagens, datas e batismos. Abaixo há também dois destaques de deputados que conseguiram fazer apenas uma proposta de projeto de lei desde que assumiram a cadeira.

Milton Lete Filho (DEM)
973 propostas de homenagens
3 projetos com impacto
Diferença de 0,3%

Haifa Madi (PDT)
1360 propostas de homenagens
13 projetos com impacto
Diferença de 0,9%

Edmir Chedid (DEM)
1549 propostas de homenagens, batismo e datas comemorativas
27 projetos com impactos
Diferença de 1,7%

Barros Munhoz (PSDB)
58 propostas de homenagens, batismo e datas comemorativas
2 projetos com impactos
Diferença de 3,3%

Gilmaci Santos (PRB)
781 propostas de homenagens
28 projetos com impactos
Diferença de 3,5%

Otoniel Lima (PTB)
317 propostas de homenagens
13 projetos com impactos
Diferença de 3,9%

Roberto Morais (PPS)
281 propostas de homenagens
12 projetos com impactos
Diferença de 4,1%

Maria Lucia Amary (PSDB)
301 propostas de homenagem, data comemorativa, batismos
18 projetos com impactos
Diferença de 5,6%

Vaz de Lima (PSDB)
4 propostas de batismos
0 projetos com impactos

Há também os de pouquíssima produção:

Cassio de Castro Navarro (PSDB)
1 único projeto que declara de utilidade pública a Associação Amigos do Jardim Real

Marcos Zerbini (PSDB)
1 único projeto que declara de utilidade pública o Instituto de Ensino Santanense de Ensino Superior