10ª multa

Estadão

09 Março 2010 | 12h08

Desde que deixou o comando da prefeitura de Mauá, na região do ABC, em 2008, o ex-prefeito Leonel Damo, ex-PV e hoje sem partido, já foi condenado dez vezes pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) a pagar multas por contratos considerados irregulares em sua gestão. Na semana passado, o TCE condenou Damo a pagar 300 Unidades Fiscais de São Paulo (Ufesps) – cerca de R$ 5 mil – por causa de um contrato sem licitação no valor de R$ 2,2 milhões. O contrato foi assinado com o Instituto de Organização Racional do Trabalho (Idort) em 28 de novembro de 2006.