Vende-se tempo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vende-se tempo

OLHA SÓ...

Edison Veiga

06 Fevereiro 2017 | 08h45

Foto: Hyndara Freitas/ Estadão

Foto: Hyndara Freitas/ Estadão

O conceito é de um ‘anti-café’. No Lemni, inaugurado ano passado na Rua Simão Álvares, 781, na Vila Madalena, paga-se por hora – e não pelos produtos consumidos. Os primeiros 30 minutos custam R$ 12. A partir disso, a cada 15 minutos, R$ 3 são acrescentados à fatura.

Enquanto estiver lá, pode-se tomar café, chá e água, além de comer alguns quitutes – pães, biscoitos e bolos. As mesas retangulares, bem equipadas com tomadas, e a conexão Wi-Fi gratuita são um convite ao trabalho. Não à toa, o local é frequentado por gente com laptop a tiracolo.

Mais conteúdo sobre:

São PauloComportamento