As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um presente de SP a Itu

Edison Veiga

01 Março 2012 | 15h28

FOTO: ARQUIVO/ AE

A estátua acima, o Monumento a Diogo Antônio Feijó, foi idealizada em 1908 e inaugurada cinco anos mais tarde, no Largo da Liberdade. Por decisão da Prefeitura de São Paulo, a mesma foi desmembrada e teve parte cedida à cidade de Itu – na ocasião, o restante do conjunto permaneceu em um depósito paulistano.

Pois bem. Após discussão ocorrida em 30 de janeiro no Departamento de Patrimônio Histórico (DPH), foi formalizada a decisão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) de ceder a totalidade do monumento ao município de Itu, em comodato, por 30 anos.

Paulistano de nascimento, o sacerdote católico e estadista brasileiro Diogo Antônio Feijó (1784-1843), também conhecido como Regente Feijó ou Padre Feijó, começou sua carreira política na cidade de Itu, onde se elegeu vereador.

Com reportagem de RODRIGO BURGARELLI

Tem Twitter? Siga o blog