Um 1º de Maio da janela da mansão
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um 1º de Maio da janela da mansão

DO FUNDO DO BAÚ

Edison Veiga

28 Abril 2017 | 07h26

Foto: Marcos Mendes/ Estadão

No dia 1º de maio de 1966, quando o Brasil vivia uma ditadura militar, o então presidente Castelo Branco deveria, conforme programação do Ministério do Trabalho, assistir ao desfile do Dia do Trabalhador da janela da mansão do conde Matarazzo, então localizada na Avenida Paulista.

Ainda no aeroporto, o governador Abreu Sodré argumentou que a ideia poderia não pegar bem. Castelo Branco chegou a ir à casa do conde e tomou um aperitivo. Mas acabou vendo o desfile de um palanque montado no meio da avenida.

Mais conteúdo sobre:

São PauloHistória