Testemunha da História de SP: na inauguração do 1º shopping
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Testemunha da História de SP: na inauguração do 1º shopping

Maria Tereza Rodrigues tinha 13 anos e foi ao evento, que contou com show de Chico Buarque

Edison Veiga

18 de abril de 2015 | 07h49

Foto: Hélvio Romero/ Estadão

Foto: Hélvio Romero/ Estadão


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________

O engenheiro e industrial Herminio Marsicano era um desses sujeitos visionários, que enxergam o futuro nas obras do presente. Pelo menos é assim que dele se lembra sua neta Maria Tereza Rodrigues, hoje advogada e diretora de Relações Institucionais de uma empresa energética. “Minha família morava no Jardim Europa e, quando ele soube que estavam para construir um shopping center por perto começou a discursar para todos: aquilo iria mudar o bairro, o comportamento do paulistano, iria ser um marco”, recorda-se ela.

Marsicano decidiu investir no empreendimento. Comprou 10 cotas – botou duas em nome de cada um dos quatro netos, deixou duas em seu nome. E, no dia da inauguração, em 28 de novembro de 1966, convidou a pequena Maria Tereza, então com 13 anos, para a festa – que teve show de Chico Buarque, Nara Leão, Eliana Pittman e Chico Anysio, para um público de mais de 5 mil pessoas. “Lembro-me que foi um evento espetacular, com muitas bandeirinhas e música”, conta ela. “Todas as lojas chiques da (Rua) Augusta se mudaram para o shopping”.

Hoje são mais de 50 na cidade

O visionário avô de Maria Tereza morreria dois anos depois. Não veria, portanto, São Paulo se transformar na terra dos shoppings centers – hoje são mais de 50 na cidade. As cotas da família foram vendidas em seguida. “Mas o Iguatemi segue sendo, até hoje, o ‘nosso shopping’”, comenta.