Sinais do alto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sinais do alto

Edison Veiga

11 Outubro 2017 | 07h22

Foto: Daniel Teixeira/ Estadão

Não temos nenhuma que seja um monumento, como a parisiense Eiffel, mas são mais de 30 torres e antenas que se destacam no skyline paulistano – principalmente na região da Avenida Paulista (não à toa, interferindo na sintonia dos rádios dos carros), no Pico do Jaraguá e no bairro do Brooklin.

A mais alta dessas torres é a do Grupo Bandeirantes (foto), que fica na Rua Minas Gerais, em Higienópolis. Com 219 metros de altura, é considerada a maior estrutura da cidade. Utilizada para transmissões de rádio e TV, foi projetada com técnicas modernas de engenharias civil e eletrônica. Ela foi inaugurada em 1996, após quatro anos de obras. Oficialmente, chama-se Maria Helena Mendes de Barros Saad, em homenagem à mulher do fundador do grupo de comunicação, João Jorge Saad (1919-1999).

Geograficamente, a que fica mais no alto é uma de 130 metros instalada no Pico do Jaraguá, dentro do parque homônimo situado na zona norte – o monte, ponto de maior altitude de São Paulo, está a 1.135 metros do nível do mar. Trata-se de uma antena instalada em 1940, cujo uso é compartilhado entre as rádios Globo e Bandeirantes.

Mais conteúdo sobre:

São PauloTelevisãoRádio