Santo pra toda obra
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Santo pra toda obra

Edison Veiga

21 Fevereiro 2014 | 00h26

DO FUNDO DO BAÚ

FOTO: EPITÁCIO PESSOA/ ESTADÃO

Marco histórico-religioso de São Paulo, o Mosteiro da Luz foi fundado há 240 anos. Hoje reconhecido como santo, Antônio Sant’Anna Galvão (1739-1822), chamado de Frei Galvão, teve participação importante na construção do convento – ele assumiu o trabalho braçal ao lado de escravos cedidos por famílias nobres. Foi arquiteto, mestre de obras, servente e até carpinteiro. A história do mosteiro, cuja sede é tombada pelos órgãos federal, estadual e municipal de proteção ao patrimônio, pode ser conhecida na exposição ‘Mosteiro da Luz: 240 Anos’.

Museu de Arte Sacra. Av. Tiradentes, 676, Luz. 3326-5393. 9h/17h (sáb. e dom., 10h/18h; fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 9/3.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 21 de fevereiro de 2014

Tem Twitter? Siga o blog