As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Parque da Luz

Edison Veiga

15 de outubro de 2010 | 09h02

“Foi inaugurado em 1825, como Jardim Botânico. Por volta de 1875, o Jardim possuía canteiros elaborados ao “sistema inglês” de paisagismo, ao lado do arvoredo de copas densas. As fotos de Militão Augusto de Azevedo e o Guia do Doutor Usteri, de 1919, com mais de 50 espécies nativas, são referência da existência de indivíduos remanescentes da mata nativa, como pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia) e jerivá (Syagrus romanzoffiana), alguns talvez ainda existentes no Parque, onde se observam indivíduos de altura acima de 40 m. Segundo a Resolução nº 37 (08/08/1981) da Secretaria do Estado da Cultura, o Parque da Luz é “monumento de interesse histórico e paisagístico, o mais antigo Parque Municipal da Cidade de São Paulo, com remanescentes de vegetação”. O parque ocupa a área de 113 mil m².”

Excerto do livro Fauna Silvestre – Quem São e Onde Vivem os Animais na Metrópole Paulistana (Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, 2007)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.