As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Papa Francisco ganha medalha da Câmara

Condecoração foi dada na tarde desta quarta

Edison Veiga

07 de outubro de 2015 | 18h28

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________

Papa Francisco (na foto acima, ao lado do cardeal arcebispo de São Paulo, d. Odilo Pedro Scherer) foi homenageado, na tarde desta quarta, em sessão da Câmara de São Paulo. Ele foi condecorado com a Medalha Anchieta e o Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo, por iniciativa do vereador Gilberto Natalini (PV). Desde que foi eleito papa, o argentino Jorge Bergoglio nunca pisou em solo paulistano.

“O papa é jesuíta e a cidade de São Paulo foi fundada por padres dessa ordem. O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio é o primeiro papa da América Latina. Sua visita ao Brasil (em 2013, quando esteve no Rio e em Aparecida) repercutiu profundamente entre nós como um exemplo benigno de líder religioso. A mensagem ambiental concretizada na encíclica ‘Laudato Si’ cai como uma onda de credibilidade na nobre causa da salvação da humanidade diante da tragédia das mudanças climáticas”, justificou o vereador Natalini ao encaminhar o projeto aos seus colegas, para votação.

A Medalha Anchieta, considerada a maior honraria da cidade de São Paulo, costuma ser concedida a personalidades que tenham conquistado a admiração e o respeito do povo paulistano. Outros religiosos já receberam a homenagem, entre os quais o famoso padre Marcelo Rossi e o fundador dos Arautos do Evangelho, monsenhor João Scognamiglio Clá Dias.

Natalini pretende entregar a condecoração ao papa em viagem ao Vaticano ou quando ele visitar o Brasil – a previsão é que o sumo pontífice venha para o País em 2017.

Tudo o que sabemos sobre:

CâmaraIgrejaIgreja CatólicaSão Paulo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: