Padre que morou no Brasil deve se tornar beato
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Padre que morou no Brasil deve se tornar beato

Nascido na Itália, João Schiavo (1903-1967) viveu no Rio Grande do Sul

Edison Veiga

18 de dezembro de 2015 | 12h56

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________

O papa Francisco autorizou nesta semana a promulgação do decreto que reconhece as virtudes heroicas de João Schiavo (1931-1967), padre italiano que viveu no Rio Grande do Sul. Este é um importante passo no caminho para sua beatificação.

Padre Schiavo nasceu em Vicenza, na Itália, em 1903. Sacerdote da Congregação de São José – os chamados “Josefinos de Murialdo” -, em 1931 ele foi enviado em missão ao Rio Grande do Sul, onde atuou principalmente no município de Caxias do Sul. Foram criados por ele três casas de atendimento a crianças e adolescentes carentes, em Caxias do Sul, Pelotas e Rio Grande.

Mais conteúdo sobre:

Igreja CatólicaReligião