Ouviram do Ipiranga…
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ouviram do Ipiranga…

OLHA SÓ...

Edison Veiga

28 Dezembro 2016 | 20h25

Foto: Nilton Fukuda/ Estadão

Foto: Nilton Fukuda/ Estadão

A cada três meses, a bandeira nacional que tremula no Monumento à Independência, no parque homônimo, no Ipiranga, é substituída por uma nova. A operação é realizada pela distrital do bairro da Associação Comercial de São Paulo – sempre com um ou mais patrocinadores que bancam o lábaro, um custo de R$ 3 mil. Tradicionalmente, no mês de setembro, quem paga é a loja maçônica Grande Oriente do Brasil, em homenagem ao imperador d. Pedro I.

Na última substituição, em novembro, a financiadora foi a arqueóloga Valdirene do Carmo Ambiel. Ela é autora de recente estudo realizado a partir das exumações dos restos mortais de d. Pedro I e suas duas mulheres, as imperatrizes Leopoldina e Amélia – os três sepultados na cripta localizada no Ipiranga.

Mais conteúdo sobre:

São PauloIpirangaHistória